Atenção!

Todos os comentários são da inteira responsabilidade do autor.

Moderação de Comentários Activo

terça-feira, outubro 30, 2007

"Dezasseis mil contra Museu Salazar"

Dezasseis mil pessoas assinaram desde Março a petição a entregar na Assembleia da República contra a construção de um museu na casa de Salazar, em Santa Comba Dão, anunciou a União de Resistentes Antifascistas Portugueses (URAP), citada pela agência Lusa.

A URAP refere que a petição contra o chamado «Museu de Salazar» será entregue segunda-feira à tarde, por uma delegação constituída pelos seus cinco primeiros subscritores. Segundo refere em comunicado o núcleo de Viseu/Santa Comba Dão da URAP, entre as dezasseis mil assinaturas recolhidas «contam-se muitos cidadãos justamente reconhecidos pela sua intervenção social e política».

Na lista surgem nome como o advogado Jaime Gralheiro, presidentes de Câmara de Palmela, Sesimbra, Beja, Nisa, Aljustrel, Sines, Setúbal, Braga e Montemor-o-Novo, os cantores Carlos Mendes e Dulce Pontes, a actriz Fernanda Lapa e o realizador João Botelho, juntamente com os escritores Eduarda Dionísio, José Manuel Mendes e Urbano Tavares Rodrigues. Do grupo dos resistentes antifascistas fazem parte Dias Lourenço, Georgete Ferreira, Margarida Tengarrinha e Sofia Ferreira.

Constam ainda os militares de Abril Vasco Lourenço, Mário Tomé e Vítor Alves, o secretário-geral do PCP Jerónimo de Sousa e o secretário-geral da CGTP-IN Carvalho da Silva.


in Portugaldiário.iol.pt

o nosso augustos assinou.

6 comentários:

Anónimo disse...

Porque não há-de haver um Museu de Salazar? Faz parte da nossa durante quase 1 século.

Anónimo disse...

Algum dos assinantes não é comunista?

Anónimo disse...

O camarada faz tudo o que o partido comunista manda. Há que pagar a dívida. Ou será que ainda ninguém percebeu?

Anónimo disse...

O PCP está a perder militantes a um ritmo galopante. Então, não é que já só existem 16.000 militantes incluindo o Augusto, o checo.

antiga praia da doca disse...

Parece-me que um museu sobre esse senhor é muito má ideia. Enaltecer um lados mais negros da nossa História é no mínimo, pecaminoso.

Anónimo disse...

Mas afinal estão com medo de quê? É um Museu. Se calhar se for um Museu do Fidel,Lenine,Estaline Mao ou mesmo da história do Partido comunista Mundial, como vêm os maiores assassinos da história. E ainda ficam a faltar mais uns quantos, lembrei-me de repente do gajo da Roménia. De facto era cá um Museu e queria ver se esses camaradas todos assinavam a petição.